Pedal coletivo nas nuvens

O Bairro do Centro nunca viu tanta bicicleta. Apesar do nome pomposo, a típica localidade de interior, composta de uma igreja, um bar e unas duas dúzias de casas, fica perdida entre São Paulo e Minas Gerais, próxima à agitada Campos do Jordão/SP

Nunca houve tantas bicicletas por lá quanto de 5 a 7 de Setembro. Nestes dias aconteceu a 8a. edição do Encontro Nacional de Cicloturismo, evento anual organizado pelo Clube de Cicloturismo do Brasil, que no ano passado aconteceu em Camboriú em plena enchente.

Fui ao encontro contar aos colegas cicloviajantes as dores e delícias de viajar um ano usando a Bicicleta, epopéia que completei em junho último e que registrei em meu Blog, o Ciclonomade. Além da palestra, fui divulgar o trabalho do Caminhos do Sertão, através de exposição de fotos e calendário de viagens, e trocar figurinhas com outros viajantes – tinha bastante gente experiente por lá.

Deu vontade de ir para o Atacama e Uruguai, depois dos relatos de Jorge, Fábio e Warley. Aprendi (mais) um pouco sobre mecânica com as palestras de regulagem de câmbio e freios, e como tod@s ali fiquei com vontade de percorrer o Costa Verde & Mar, circuito elaborado pelo clube de cicloturismo, localizado em Santa Catarina e no qual teremos viagem dos Caminhos do Sertão no feriado da Consciência Negra (20 a 22 de novembro).

Apesar da previsão do tempo não ser das melhores, mais de uma centena de viajantes compareceram ao encontro (e ao menos 50 ficaram de fora) e foram nas pedaladas, marcadas pelas fortes subidas e descidas, afinal já estávamos no cantinho de Minas.

A palestra foi ótima, apesar de ter sido um parto. Como é difícil resumir a experiência mais que intensa desse último ano em 1 hora de falação! Ainda assim, creio que consegui passar o recado dessa trip: que vale a pena ir atrás do sonho mesmo com um planejamento pouco detalhado e, acima disso, com pouca grana e muita garra.

Revi bons amigos, fiz outros ótimos. O clima no encontro não poderia ter sido melhor, como se pode ver nas imagens das pedaladas – era tanta conversa que o tempo passou ligeiro. Agora, só em 2010, quem sabe aqui em Santa Catarina de novo!

Ciclo-abraço, ciclo-viajantes!            :Dudu

Veja o álbum de fotos do encontro

Esta entrada foi publicada em evento e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Pedal coletivo nas nuvens

  1. Alessandro disse:

    Grande Dudu!

    Sua palestra nos ensinou muito, cada pessoa tem sempra uma maneira espetacular de saborear uma aventura. E você nos mostrou que temos que saber relaxar e aproveitar bem os lugares e as oportunidades que surgem e sem medo. Até mesmo tirar férias das férias, o que acabamos entendendo bem o que é isso, apesar de ser engraçado…
    E sua presença no encontro também contribuíu muito para o clima contaminante de alegria.

    Grande abraço!

  2. cesar e regina stella disse:

    Belas fotos Dudu,
    O olhar do cicloturista tem um algo especial, enxerga o que os outros não veem.
    Um grande abraço, até qualquer dia por aí.
    Foi um prazer reencontrá-lo na Adventure sports fair.
    Como sempre um papo muito agradável na companhia do Olinto e Rafaela.
    Estamos aproveitando muito estas experiências de voces.

  3. Fábio (FES) disse:

    Grande Dudu!!! Beleza?

    Parabéns pelo relato e pelas belas imagens do Encontro!!!
    Obrigado pela participação no Encontro e por nos ensinar tanto com sua palestra e, também, nas diversas conversas.
    Realmente o Encontro de Cicloturismo é mágico, e só o é devido a participação de cada uma das pessoas especiais que lá estiveram…
    Fico feliz de fazer parte de tudo isso!

    Um grande abraço e até mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *